FANDOM


Aliança Negra
Aliança Negra.jpg
Aliança Negra

Categoria

Exército de Goblinóides [1]

Base de Operações

Lamnor[2]; Rarnaakk, Ragnarkhorrangor, Teer Challack

Líder

Thwor Ironfist [1]

Aliados

Goblinóides, Orcs, Ogros[3]

Inimigos

quaisquer reinos ou nações de raças humanas e semi-humanas, servos de Glórienn e outros deuses que não Ragnar e Tenebra[4], Goblin Herói[5]

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Última Aparição

Manual de Classes de Prestígio

A Aliança Negra dos Goblinóides é um exército de goblinóides de Lamnor. Ela foi formada depois que Thwor Ironfist, o profetizado líder dos bugbears, voltou de sua viagem pelo mundo e conseguiu unir as raças goblinóides que brigavam entre si, após algumas tentativas frustradas, tornando-os disciplinados e brutais[6].

Sob seu punho de ferro, a Aliança queimou vilas, arrasou cidades e reinos e pilhou todo um continente, tornando-se uma das maiores ameaças que o mundo de Arton já conheceu[6].

HistóriaEditar

As OrigensEditar

As origens da Aliança Negra remontam às origens de seu general, Thwor Ironfist. Nascido em uma tribo de bugbears em Lamnor durante a passagem de um eclipse, ele é o líder profetizado pela sua raça para tingir os campos humanos de sangue. Incapaz de conter a própria ambição, Thwor fez em sua juventude o que poucos de sua raça haviam feito antes: abandonou a caverna onde morava e partiu para conhecer o resto do continente[4].

Thwor percebeu que os humanos eram fracos e dispersivos, perdidos em suas próprias preocupações comerciais e intrigas políticas. Se ele conseguisse unir as tribos goblinóides em um único objetivo, então não haveria exército humano que pudesse detê-lo. Foi com isso em mente que ele retornou a Arton-sul e começou a traçar contatos[4].

O Primeiro MassacreEditar

O primeiro alvo de Thwor foi a pequena vila de Farddenn. Negociou com os chefes de duas tribos goblinóides próximas à vila na tentativa de organizar um ataque simultâneo, mas falhou. Sabendo que argumentar não seria a chave, Thwor matou os dois líderes e proclamou sua liderança dali em diante, anunciando-se como o enviado de Ragnar para a ascensão dos goblinóides [4].

O terror e o discurso inflamado de Thwor levaram as duas tribos a se unir a ele, criando a semente da Aliança Negra. A força de ambas atacou Farddenn em uma onda devastadora, saqueando e incendiando casas e devorando homens, mulheres e crianças. E o líder prosseguiu com seu discurso. Quando a palavra não era suficiente, seu exército eliminava os descontentes. Outras tribos procuravam e se uniam voluntariamente ao grande líder, e a estratégia de intimidação de Thwor atraía cada vez mais simpatizantes[4]. Foi nessa época que Gaardalok, sumo-sacerdote de Ragnar, surgiu e ofereceu-se como conselheiro e braço direito do general, que aproveitou-se de sua presença - e foi aproveitado por ele também[7].

A Adesão dos HobgoblinsEditar

Thwor e seus exércitos conquistaram quase toda Lamnor - mas até aí, suas forças haviam ocupado, destruído e saqueado apenas vilas e povoados. Agora eram maiores as cidades em seu caminho, e sua fama já as havia alcançado. A cidade fortificada de Remnora foi seu primeiro obstáculo - e ainda tinha o problema da presença massiva de hobgoblins na área, empenhados em sua guerra contra Lenórienn. A única saída para os bugbears seria o uso de estratégia militar e máquinas de guerra sofisticadas[4].

O comandante recuou seus exércitos presentes em Remnora e rumou com um terço de suas tropas até uma área de conflito entre elfos e hobgoblins. Ele sabia que o único modo de resolver seu impasse era unir as duas forças. Para isso, através de um plano intrincado, ele invadiu a nação élfica de Lenórienn e sequestrou sua princesa, Tanya, oferecendo-a ao líder dos hobgoblins em troca de seu apoio e do uso de suas máquinas de guerra na batalha de Remnora e nas conquistas seguintes. Estava formada a Aliança Negra[4].

A Pilhagem de LamnorEditar

A primeira vítima da Aliança Negra foi Lenórienn. Unindo pela primeira vez a força dos dois exércitos, Thwor massacrou os elfos, encerrando em poucos meses uma guerra que já durava séculos. Na última batalha, a própria Glórienn, Deusa dos Elfos, desceu em forma de avatar para proteger seu povo, lutando pessoalmente contra Thwor - e perdendo[6]. A cabeça do regente Khinlanas foi erguida no centro da cidade como um estandarte da vitória e a área foi rebatizada como Rarnaakk e entregue aos hobgoblins como parte do acordo com Thwor [4].

A fortificada Remnora também não tardou a tombar de joelhos frente ao poderio do exército macabro. Com o tempo todas as tribos hobgoblins e bugbears de Lamnor seguiam Thwor. A Aliança crescia mais e mais - não demorou para que também os goblins e outras raças humanóides, como orcs e ogros, percebessem as vantagens de pertencer à Aliança Negra. O exército deixava em seu caminho um rastro de morte e destruição sem precedentes[4].

O continente-sul foi totalmente conquistado. Muito foi destruído, desde os vilarejos de Fenn até a gloriosa cidade dourada de Nhardmaren[4]. Sob a influência de Gaardalok, antigos templos de outros deuses foram transformados em locais de adoração de Ragnar. Antigamente ignorado pelo restante do Panteão, hoje em dia o poder de Ragnar é tão grande que a própria estrutura dos templos tomados é corrompida: igrejas de mármore branco hoje mostram-se enegrecidas. Graças à unificação da Aliança, praticamente todos os povos goblinóides passaram a ter Ragnar como sua divindade suprema - mesmo que alguns orcs e hobgoblins ainda conservem alguma devoção à divindades específicas de suas raças[7].

À sua frente, a Aliança Negra tinha agora apenas Khalifor, a porta de entrada para Ramnor. Acreditava-se que se Khalifor caísse, ninguém poderia impedir Thwor e sua Aliança Negra de conquistar todo o mundo conhecido[4].

Khalifor - a Última BarreiraEditar

Após dizimar todos os reinos importantes de Lamnor (e muito mais, praticamente erradicando o culto de Lena no continente, por exemplo), o exército de Thwor se deteve ante uma poderosa cidade-fortaleza. Khalifor ficava no ponto mais estreito do Istmo de Hangpharstyth - a ponte de terra que liga Lamnor a Ramnor. A posição geográfica e o terreno acidentado tornaram difícil o avanço de um grande exército, e a Aliança refreou sua marcha durante um longo período[4]. Vários grupos avançados e patrulhas foram lançadas ao norte, e diversos acampamentos foram montados ao sul de Khalifor, enquanto o sumo-sacerdote Gaardalok se encarregou de bloquear quaisquer tentativas de espionagem mágica[8].

Thwor deu então início a seu grande plano para conquistar a cidade-fortaleza. Partindo de projetos roubados de Lorde Niebling, o gnomo, deu início à construção de uma avassaladora máquina de guerra (a Carruagem de Ragnar) em um gigantesco acampamento ao sul de Khalifor, chamado Teer Challack. O trabalho de projeção e construção da máquina (desempenhados por seus engenheiros hobgoblins e trabalhadores orcs), além da construção de um gigantesco túnel subterrâneo que a levasse em segredo até as proximidades da cidade-fortaleza, foram demorados e sofreram com atrasos, mas foram concluídos[9].

Os regentes de Khalifor tentaram, em vão, conseguir ajuda do Reinado - os conselheiros de guerra de Balek III, regente de Tyrondir (o reino imediatamente ao norte de Khalifor), prontamente recusaram o envio de reforços. Rumores afirmam até que os regentes tentaram um acordo com a Aliança Negra, permitindo-a passar em paz, mas falharam[4]. Eles também enviaram aventureiros para se infiltrar e descobrir os planos de Ironfist, mas nem a posse desses planos foi suficiente para salvar a cidade[9]. Após algum tempo, Khalifor caiu ante a Carruagem de Ragnar, e agora a Aliança Negra está às portas do Reinado, tendo Tyrondir a sua frente[6].

Situação AtualEditar

Atualmente, a Aliança Negra está estacionada em Khalifor - agora rebatizada com o nome de Ragnarkhorrangor. Espera-se que os regentes de Deheon encontrem uma solução para sua ameaça. O Príncipe Mitkov, de Yuden, afirma possuir um plano para acabar com a Aliança mas, em troca desta tal estratégia, ele exige a coroa do Reinado para si[10][11].

Entre os problemas enfrentados pela horda, rumores falam sobre um grupo de elfos sobreviventes de Lenórienn que está reunindo outros sobreviventes para formar uma pequena comunidade no extremo sul de Lamnor, pretendendo começar uma rebelião contra os goblinóides e retomar seus lares - assim como os servos de Glórienn no norte buscam reunir forças para um dia, no futuro, buscar vingança. Os druidas de Allihanna também travam duras batalhas para proteger as florestas contra a Aliança[12]. Além disso, os geógrafos da corte de Valkaria especulam sobre uma área de Tormenta formada no sul de Lamnor que estaria forçando os goblinóides para o norte[4]. Na verdade, os contatos entre os goblinóides e os demônios da Tormenta foram raros, e nenhum goblinóide sobreviveu a eles[12].

Muitos se perguntam o por que de grandes heróis como Talude e Vectorius não fazem nada a respeito de Thwor Ironfist e seus asseclas, mas a verdade é que o general não é um bugbear comum - sua chegada foi arquitetada pelos deuses, e não pode ser detida até que a profecia que a previu se cumpra. Ataques frontais a Thwor dificilmente resultarão em sucesso, uma vez que até que isso aconteça ele é virtualmente imortal[4].

Os estudiosos sabem que a única solução é decifrar a misteriosa profecia. A primeira parte prevê seu nascimento e conquistas; a segunda, sua queda e morte. Muito já foi teorizado sobre o que é realmente a "flecha de fogo" mencionada no texto. Muitos acham que se trata de um item mágico, outros acreditam que a explicação é mais indireta e a flecha é apenas uma metáfora. Por via das dúvidas, grupos de aventureiros têm sido enviados por toda Arton para investigar qualquer rumor sobre ela[4]. Por sua truculência e avidez em espalhar a destruição, muitos pensam que a Aliança Negra é na verdade um estratagema de Keenn, e não de Ragnar[7].

Composição da Aliança NegraEditar

A Aliança Negra é composta por diversas raças humanóides que, antes de Thwor Ironfist, viviam a guerrear entre si em Lamnor. Os soldados mais baixos dentre suas fileiras são os goblins (que também agem como espiões ou batedores[5]), mas elas também são compostas por outros goblinóides (os brutais bugbears e os ferozes hobgoblins, com suas máquinas de guerra) e por orcs e ogros[4], além de alguns gigantes[9]. Os hobgoblins são os melhores arqueiros da Aliança, os goblins são seus cavaleiros e os orcs costumam ser utilizados mais como mineradores e menos como soldados. Há também vários xamãs goblinóides no exército[9].

As tropas da Aliança se organizam em grandes acampamentos, que tipicamente abrigam todas as principais raças que a compõem, mas cada uma com suas tarefas e vivendo em seus próprios distritos. Dentro de cada distrito os indivíduos se mantêm em relativa ordem. Brigas acontecem aqui e acolá, mas raramente são mortais. O crime por provocar brigas é ficar trancado em uma jaula suspensa na praça central do acampamento, durante um dia ou dois, sendo alvo da zombaria de todos. Lutar com armas dentro do acampamento ou matar alguém costuma ser punido com a morte. Mas poucas vezes essas penas chegam a ser aplicadas: a punição normal para brigões costuma ser uma boa e humilhante surra. Cada distrito tem um líder, um oficial responsável pelos membros de sua raça. Um dos líderes é apontado por Thwor Ironfist como chefe geral do acampamento[9].

O equipamento das tropas da Aliança não é de muito boa qualidade, consistindo principalmente de peles de animal, armaduras de couro e escudos e armas não muito novas[8]. A existência da Aliança faz com que estas raças sejam vistas com desconfiança no interior do Reinado, devido ao temor de que sejam espiões avaliando locais para possíveis invasões[4].

IntegrantesEditar

Composição do ExércitoEditar

Organizações AfiliadasEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória