FANDOM


A Bênção/Maldição de Triunphus é uma concessão de Thyatis, o Deus da Ressurreição, ao povo da cidade de Triunphus. Ela existe desde o ano de 1140, quando o Moóck devastou a cidade (na época ainda um vilarejo) e matou quase toda a sua população. Lamentando a perda de seu povo, Krilos, o então sumo-sacerdote de Thyatis, ofereceu sua própria vida em sacrifício para que o deus salvasse o povo de Triunphus[1].

O bondoso Thyatis ouviu as preces de seu servo e realizou seu desejo. À partir daquele dia, todo aquele que morresse em Triunphus por causas não naturais voltaria à vida inúmeras vezes. Nenhuma magia precisa ser executada para que o efeito aconteça e nenhuma magia pode deter a ressurreição, que ocorre independentemente do estado de preservação do cadáver. A ressurreição ocorre em até 4 dias depois do óbito, e apenas em casos de mortes violentas, por veneno, doença ou outras causas não naturais. Morte por envelhecimento não é revertida[2].

Os mortos costumam ser levados até o templo de Thyatis, onde suas gentis servas cuidam-nos até que ressuscitem. Por conta do trauma, cada vez que um indivíduo é ressuscitado ele perde um pouco de sua constituição física. Embora benevolente, Thyatis cobra um preço por sua dádiva. Aqueles que recebem a bênção da ressurreição jamais poderão abandonar Triunphus, pois lá que se encontra concentrada a força divina que os salvou. Aqueles que tentarem deixar a cidade cairão fulminados por uma morte horrível e nenhum poder do mundo poderá salvá-los. Os que foram apenas feridos podem partir normalmente sem problemas - mas, para os que morreram dentro dos limites de Triunphus, a melhor solução é construir na cidade uma nova vida. O cativeiro não chega a ser ruim, exceto pelas incessantes investidas do Moóck[2].

A distância limite para que apareçam os efeitos da maldição é de dez quilômetros. Caso ultrapasse essa distância, o indivíduo sentirá náuseas e ferimentos começarão a surgir rapidamente até a morte (os ferimentos cessam se ele retornar a tempo). Um indivíduo que encontra a morte desta maneira não pode ser revivido nem mesmo com um desejo, já que nem mesmo esta poderosa magia é capaz de desafiar a vontade de um deus…[2]

Os sacerdotes de Thyatis, além de cumprirem a tarefa de cuidar das pessoas mortas até que elas sejam trazidas de volta à vida pela bênção/maldição, também tratam de informar e confortar aqueles que ficam perturbados com o fenômeno. Forasteiros que tenham encontrado a morte em Triunphus (e agora não podem mais sair) recebem dos sacerdotes moradia temporária e orientação para construir ali uma nova vida; depois de avaliar seu caráter e suas capacidades, os clérigos podem recomendar aos forasteiros cargos adequados[3].

A Influência da Bênção/MaldiçãoEditar

Por conta da bênção/maldição, muitas histórias e rumores surgiram sobre Triunphus. Uma delas diz que Triunphus é uma cidade-fantasma habitada apenas por mortos-vivos, e ninguém abandona suas muralhas com vida. Outra versão diz que seus habitantes encontraram o segredo da vida eterna, e quem entra lá não deseja mais sair[2].

"Triunphus é um bom lugar para morrer", alguns fazem questão de frisar. Essa afirmação pode soar estranha ou fatalista para aventureiros recém-chegados, mas ela logo se explica com o toque das trompas. O ataque implacável do Moóck acontece regularmente - e nenhuma cidade normal sobreviveria sob esse tipo de aflição. Mas Triunphus sobrevive, porque quem quem morre ali retorna à vida[2].

A bênção/maldição torna a lei severa em Triunphus. A pena de morte existe, mas é obviamente diferente nesta cidade. Já que os mortos ressuscitam, mesmo crimes considerados suaves (como pequenos furtos) podem ser punidos com a execução, o que certamente vai assustar os forasteiros desinformados[2]!

Não deixa de ser um castigo indesejado, pois há um limite para a quantidade de vezes que alguém pode ressuscitar - e, além disso, sempre existe a perda de vigor físico. Crimes muito graves podem ser punidos com a Morte Final - o criminoso é morto tantas vezes quanto necessário, até que não volte mais[2].

A bênção/maldição já afetou personalidades importantes de Arton. Morta durante um ataque do Moóck, a princesa Rhana é agora prisioneira da bênção/maldição da cidade. Ela tenta desesperadamente escapar antes que seja encontrada por seu pai ou pelo vingativo príncipe Mitkov. Rhana tem boas pistas sobre o segredo subterrâneo que pode libertá-la, mas ainda não conseguiu chegar até as Cavernas Proibidas[2]. Magoor, o atual sumo-sacerdote de Thyatis, também já morreu - mas dizem os rumores que ainda assim ele é livre para entrar e sair da cidade[3].

Libertando-se da Bênção/MaldiçãoEditar

Existem muitos rumores sobre como quebrar a bênção/maldição de Triunphus. Talvez todos sejam reais, talvez não, mas quase todos envolvem as Cavernas Proibidas sob a cidade, e pelo menos um é verdadeiro. As Cavernas Proibidas só podem ser acessadas através dos Subterrâneos de Triunphus, que por sua vez só são acessíveis através do monolito na Praça Central da cidade.

  • É preciso passar por um portal mágico de pedra existente nas Cavernas Proibidas;
  • Um ovo do Moóck, colocado sobre um altar de pedra nas Cavernas Proibidas, pode desfazer a bênção/maldição;
  • Basta dizer uma palavra secreta, conhecida apenas pelos observadores que vivem nas Cavernas Proibidas. A palavra foi gravada magicamente em suas mentes pelo deus Thyatis, mas é inútil para eles;
  • Um dos observadores, o mais poderoso e astuto deles, foi escolhido por Thyatis como último desafio: se ele for morto, todas as criaturas próximas serão libertadas;
  • Em algum lugar das Cavernas existe uma espada mágica lendária - uma arma que, com um só golpe, pode destruir o Moóck. Se isso acontecer, toda a cidade será livre da bênção/maldição de Thyatis para sempre;
  • Aqueles que realizarem o ritual correto serão transportados magicamente para um campo distante de Triunphus, além da área de efeito da magia de ressurreição - e agora podem morrer normalmente.

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória