FANDOM


Centauro
Centauro.jpg
Centauros

Divindade Patrona

Allihanna[1]

Tempo de Vida

desconhecido

Idiomas

desconhecidos

Altura

desconhecida

Peso

desconhecido

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Centauro

Categoria

desconhecida

Habitat

Comunidades silvestres, regiões selvagens[2]

Tendência

desconhecida

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Última Aparição

Manual de Criação de Monstros

Os centauros são uma raça criada há cerca de 140 mil anos pela deusa Allihanna, composta principalmente por criaturas meio humanas, meio equinas: eles têm a cabeça, tronco e braços humanos, mas o corpo de um cavalo (apesar de que existem também centauros que combinam o tronco humano com inúmeros animais quadrúpedes)[2][3].

Os centauros são um povo tribal. Vivem em grandes comunidades silvestres, ocultas em florestas, campos e savanas. Constroem grandes cabanas coletivas para abrigar suas famílias, e sobrevivem à base de caça, pesca e colheita - apesar de sua parte cavalo, eles comem os mesmos alimentos que os humanos, incluindo carne[3].

Centauros não fazem nenhuma questão de erguer grandes centros urbanos, e muito menos visitar cidades. Na verdade, esta é uma raça pouco numerosa - não se conhece mais de vinte ou trinta aldeias em todo o Reinado. Se existem outras, estão bem escondidas. Uma das poucas aldeias conhecidas fica em uma floresta próxima da cidade de Malpetrim[3].

Centauros vivem em extrema harmonia com a natureza, fazendo tudo para preservar as áreas onde moram. Não caçam ou pescam em demasia, e nem durante o período reprodutivo de cada animal. As tribos maiores praticam a agricultura, e algumas chegam a comercializar alimentos e peças de artesanato com elfos, humanos e anões - o artesanato de vime dos centauros é amplamente conhecido e apreciado em Arton. No entanto, eles não criam gado; toda a carne que consomem vem da caça e pesca[3].

Nas aldeias, os machos atuam como caçadores e guardas enquanto as fêmeas se ocupam da colheita, artesanato e cuidados com os filhotes. Por esse motivo sempre existem mais fêmeas do que machos. O comando é exercido por um ou mais líderes maiores e mais fortes. Cada tribo tem também um xamã - um clérigo ou druida que orienta a vida espiritual dos demais. O xamã atua como conselheiro para os líderes, mas em certas questões sua autoridade é maior[3].

Características RaciaisEditar

Apesar de ser meio cavalo (e inclusive poder atacar com seus cascos), um centauro jamais aceita ser cavalgado. Apenas em casos de extrema emergência - talvez para ajudar um grande amigo ou pessoa amada, por exemplo - ele se permitiria transportar alguém no dorso. Mesmo assim, ele nunca usaria uma sela ou arreios por livre vontade - um centauro com tais "adereços" por certo se trata de um escravo[3].

Pelo simples fato de que nunca se afastam por muito tempo do chão, muitos centauros têm medo de altura. Eles também não gostam de lugares fechados ou apertados; mostram-se muito incomodados e agitados nessas situações, a ponto de quebrar tudo à sua volta - em Arton existe um provérbio sobre um "centauro em uma loja de cristais"[3].

Uma famosa lenda artoniana diz que, quando um centauro bebe álcool, será magicamente transformado em demônio! Mas trata-se apenas de um exagero folclórico. A verdade é que, sob efeito de bebida, membros deste povo costumam ficar ainda mais irritados que o normal... [3]

ReligiãoEditar

A divindade principal dos centauros é Allihanna, a deusa da natureza - a mesma venerada pelos druidas, bárbaros e outros povos silvestres. Algumas tribos também louvam Khalmyr, o deus da justiça; Lena, a deusa da vida; Divina Serpente, a deusa da coragem; e Thyatis, o deus da ressurreição. Entre seus sacerdotes correm rumores sobre uma tribo de centauros grotescos e monstruosos, adoradores de Megalokk, o deus dos monstros[3].

Relações com Outras RaçasEditar

Chegar muito perto de uma aldeia de centauros será sempre difícil; eles percebem logo a aproximação de estranhos e enviam guardas para interceptá-los. Sua reação exata vai depender muito da raça dos intrusos: centauros vivem em paz com os elfos e outras criaturas da natureza - não é raro encontrar elfos foragidos vivendo em suas aldeias. Mas são muito intolerantes com relação a humanos e anões, que dificilmente serão bem recebidos na aldeia. Graças a essa atitude, os centauros criaram fama de irritadiços, intolerantes, rabugentos e hostis - mas a verdade é que eles podem ser muito bem humorados entre si mesmos. Goblinóides, orcs e kobolds são intensamente odiados por este povo, atacados assim que são vistos. Centauros são neutros com relação a halflings[3].

Quando aventureiros encontram centauros, normalmente trata-se de grupos de caça. Armados com lanças, cajados, arcos e muitas vezes portando escudos (mas nunca armaduras), estes bandos percorrem os limites de seu território para caçar comida ou espantar monstros que possam ameaçar a tribo. Os maiores inimigos naturais dos centauros são os kobolds; esses monstros pequenos e covardes atacam as fêmeas e filhotes, roubam comida e tesouros, e se escondem em lugares de difícil acesso - como montanhas, túneis e pântanos, onde os centauros não podem ir[3].

Centauros NotáveisEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória