FANDOM


Deheon
Deheon
Brasão de Deheon

Categoria

Reino

Localização

Ramnor[1]

Coalizão

Reinado [1]

Regente

Thormy Pruss[2]

Aliados

Academia Arcana, Protetorado do Reino[3]

Inimigos

Aliança Negra, Tormenta, Yuden[2], Elfos Negros[4]

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Manual de Classes de Prestígio

Deheon é um reino em Ramnor[5]. Formado a partir da grande estátua de Valkaria encontrada pelos primeiros colonizadores vindos de Lamnor no ano de 1020, Deheon é o centro da civilização humana em Arton e marco zero da colonização e da vida civilizada no continente de Ramnor. Seu território foi demarcado em um perímetro circular ao redor da estátua de Valkaria, a área exata onde os clérigos da deusa ainda preservavam seus poderes[6]. Alguns dissidentes de sua fundação formaram mais tarde o reino de Salistick[2].

Deheon é o reino-capital do Reinado, e sua nação mais poderosa. Embora cada reino dessa coalizão tenha seu próprio regente, é em Deheon que as grandes decisões são tomadas, e é Deheon que comanda, supervisiona e protege os demais reinos, embora sempre haja tensões e disputas. O Rei-Imperador, regente de Deheon e soberano de todo o Reinado, reside no Palácio Imperial, na cidade de Valkaria, capital do reino[2].

Em Deheon, localizam-se muitas das grandes maravilhas de Arton, como a própria estátua de Valkaria ou a Academia Arcana. O Protetorado do Reino também está sediado aqui. Todo o mundo volta-se para este reino em tempos de dificuldade. Deheon abrigou os sobreviventes de Tamu-ra, formando o bairro de Nitamu-ra em Valkaria. Espera-se que Deheon descubra uma solução para a Tormenta e a ameaça da Aliança Negra[2].

RegenteEditar

O atual regente de Deheon é o Rei-Imperador Thormy. Um monarca justo e amado, Thormy é um ex-aventureiro que, apesar do destemor, sempre tenta resolver os problemas de forma pacífica. Atualmente, enfrenta uma crise diplomática com o vizinho reino de Yuden, pois sua filha, a princesa Rhana, recusou-se a casar com o regente de Yuden, o príncipe Mitkov, que há tempos busca tomar a coroa do Reinado para si. Rhana atualmente está desaparecida, e Yuden exige uma retratação pelo insulto[2][7]. A esposa de Thormy é a rainha Rhavana, e seu bardo real foi Luigi Sortudo - que agora está em busca da desaparecida Rhana[8].

Philydio, o Tranqüilo, foi regente de Deheon antes de Thormy. Foi em seu reinado que foi criada a Força de Elite da Guarda do Reinado, mais tarde chamada de Protetorado do Reino, para lidar com os constantes ataques de monstros contra os quais seus guardas não estavam devidamente preparados sem precisar recorrer aos pouco confiáveis mercenários;[3] e foi em seu reinado que Deheon recebeu pela primeira vez uma comitiva vinda da distante nação de Tamu-ra, que mais tarde faria com que o imperador-dragão Tekametsu decidisse teleportar os sobreviventes do massacre da Tormenta para este reino[8].

Voltando ainda mais ao passado, Wortar Pruss I foi o regente de Deheon que enviou os patriarcas das famílias Vorlat, Corcoran e Schwolld para o futuro território de Ahlen, e Vallanna Pruss foi a rainha que iniciou a construção do Palácio Imperial[9].

Lista de Regentes de DeheonEditar

HabitantesEditar

Os habitantes de Deheon são extremamente orgulhosos de sua pátria e sua gente, e acreditam que podem sobrepujar qualquer desafio - o que faz muitos deles terem uma inclinação natural para serem aventureiros. Muitos de seus habitantes crescem nas grandes cidades, onde a cada dia surge algo novo, e, graças à grande riqueza do reino, costumam possuir melhores recursos financeiros. São muito próximos da deusa Valkaria, que costuma atender a suas preces para salvar pessoas mortalmente feridas[1].

ReligiãoEditar

A própria origem do reino de Deheon remete ao culto à deusa Valkaria - seu território foi demarcado em um perímetro circular ao redor da estátua de Valkaria, a área exata onde os clérigos da deusa ainda preservavam seus poderes[6]. Durante muito tempo, antes da libertação de Valkaria, Deheon era o único reino que possuía sacerdotes da deusa, sendo que fora de seus limites ela pouco era conhecida. Apenas seu empenho pôde moderar o crescimento do culto de Khalmyr no reino durante algum tempo[10].

ProblemasEditar

Sendo o reino-capital do Reinado, é comum que os problemas da coalizão acabem recaindo também sobre Deheon. A Tormenta e a Aliança Negra são as maiores preocupações de seu regente[2]. Conta-se também que a família real de Deheon utiliza uma guilda das sombras com o objetivo de infiltrar agentes próximos aos regentes de nações problemáticas, como Yuden, Tapista e Portsmouth, para vigiar seus movimentos[11]. Deheon considera os elfos negros uma ameaça como quaisquer cultistas de Tenebra, e oferece uma recompensa pela localização exata da caverna onde eles se escondem, e também pela captura do líder Berforam[4].

Localizações ImportantesEditar

CidadesEditar

GeografiaEditar

Pontos de InteresseEditar

Guildas e OrganizaçõesEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória