FANDOM


Estátua de Valkaria
Estátua de Valkaria.jpg

Categoria

Ponto de Interesse [1]

Localização

Valkaria, Deheon [1]

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Linha do Tempo de Arton (site)

A grande estátua de Valkaria, uma das grandes maravilhas de Arton, é uma imensa estátua de Valkaria com meio quilômetro de altura localizada no continente de Ramnor, representando a deusa como uma linda mulher seminua, de joelhos, braços erguidos, trazendo no rosto uma expressão de angústia, suas mãos parecendo desesperadamente buscar alguém, com detalhes dourados serpenteando sobre o belo corpo. Na verdade, é o próprio corpo da deusa transformada em pedra por Khalmyr, como punição por se revoltar contra o Panteão[2].

Foi encontrada pelos exilados da Grande Batalha de Lamnor na data que ficou conhecida como o Dia do Reencontro, quando decidiram fundar sua primeira cidade ao redor dela, batizada em sua homenagem também de Valkaria, que viria a ser a capital do reino de Deheon - reino este que foi demarcado em um perímetro circular ao redor da estátua, a área exata em que os poderes dos clérigos da deusa ainda funcionavam[2]. Quanto mais distante da estátua, mais fracos eram os poderes dos clérigos, que cessavam de funcionar além das fronteiras de Deheon[3].

Apesar de sua inquestionável antiguidade, a estátua de Valkaria não mostra nenhum sinal de desgaste. Não há arranhões, rachaduras ou manchas de qualquer tipo. Nenhum rigor do clima parece afetá-la, nenhuma ferramenta consegue marcá-la. Até mesmo os anões - renomados escultores e mundialmente conhecidos como mestres em trabalhos em pedra - ficam assombrados com o estado de conservação do colosso[4].

Depois de anos, a estátua de Valkaria viu a cidade crescer à sua volta. A pequena vila inicial tornou-se lar da maior concentração de seres humanos em todo o continente. Nos dias de hoje, a querida deusa de pedra é considerada o marco zero da civilização humana em Arton. Quando o ainda jovem mago Talude veio se instalar aqui, tentou investigar magicamente a origem da estátua. Ele descobriu que nenhum tipo de magia parece afetá-la. Mesmo seus feitiços mais potentes falharam, resultando em um choque de retorno que provocou no mago dores-de-cabeça e pesadelos que duraram muitos dias. Rumores dizem que a estátua é totalmente imune a qualquer forma de dano ou magia realizados por mortais, e qualquer criatura ou objeto que a toca perde temporariamente seus poderes mágicos durante alguns segundos[4].

No ano de 1371, Tillian, o mendigo louco, foi visto chorando copiosamente aos pés da estátua, e desde então passou a viver na cidade de Valkaria[5]. A estátua se tornou tão famosa que é comum que escultores produzam réplicas suas em diversos tamanhos para comercializar - a medusa Zentura é uma das mais talentosas no ofício[4].

Dentro da estátua de Valkaria existe um gigantesco complexo de túneis e cavernas, maior e mais perigoso que qualquer outro no mundo, que precisava ser vencido para libertar a deusa de seu cativeiro. Rumores diziam que uma das estatuetas de Zentura era a única chave para entrar em tal masmorra. Seja como for, em 1401 um grupo de aventureiros venceu o desafio e libertou a deusa de sua prisão na estátua[5].

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória