FANDOM


Galrasia
Galrasia
Galrasia

Categoria

Ilha [1]

Localização

Mar Negro, na costa sudoeste do continente de Ramnor[2]

Regente

Galron [2]

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Última Aparição

Trog!

Galrasia, o mundo perdido, é uma ilha de grande extensão que fica situada no Mar Negro, próxima à costa sudoeste de Arton. É uma ilha única, cheia de vida. Na verdade, alguns dizem que Galrasia tem vida demais. Galrasia emana uma poderosa força vital que nenhuma outra região do mundo pode igualar. Qualquer organismo vivo no local recebe seus efeitos benéficos. A cura natural funciona duas vezes mais rápido, e magias de cura funcionam no máximo de seu potencial[2].

Este é o lado bom. Agora vem o lado ruim: essa mesma força vital faz com que todas as criaturas da ilha atinjam dimensões monstruosas. Quase todos os animais nativos são enormes, duas vezes maiores e oito vezes mais pesados que o normal. Aqui temos crocodilos de quinze metros e sapos quase tão grandes quanto porcos. As aranhas, besouros, centopéias, escorpiões e outros artrópodes "gigantes" que infestam masmorras no resto do mundo são realmente imensos neste lugar[2].

A vida vegetal também é farta e exuberante. A grama rasteira comum atinge a altura dos joelhos, e algumas árvores chegam a meio quilômetro de altura. Plantas carnívoras e outros monstros vegetais são frequentes, e frutas mágicas como avelãs da boa sorte nascem aqui[3]. Essa força vital é tão forte que rumores dizem que seria capaz de repelir até mesmo a Tormenta - uma suposta área de Tormenta que teria se formado ali não durou mais que algumas horas[2].

O maior paradoxo de Galrasia é que sua maior fonte de vida é também a coisa mais temida do lugar. Um segredo conhecido por poucos é que a energia vital emana de uma gigantesca estrutura no centro da ilha; uma edificação com centenas de metros de altura. Apesar da força vital que emana, ela é chamada pelos nativos de Torre da Morte[2].

Habitantes de GalrasiaEditar

Galrasia é uma ilha cercada de água e também de muitos mistérios. Um deles é a presença de monstros ancestrais: aparentemente, a energia vital da ilha também impediu a extinção de criaturas há muito desaparecidas no resto do mundo. O lugar abriga dinossauros, mastodontes, lagartos gigantes, tigres dente-de-sabre, lobos-das-cavernas e outras feras pré-históricas, além de insetos gigantes de todo tipo e dragões verdes[4]. Os raros ovos de simbiontes também podem ser encontrados aqui[2].

Os dinossauros da ilha são de tamanho "normal" (para dinossauros, pelo menos); ao que parece, as leis naturais que limitam o tamanho das criaturas também impediram que os lagartos terríveis se tornassem maiores. Sua aparência e poderes, contudo, são bem diferentes dos dinossauros convencionais. Temos tiranossauros com caudas espinhosas, velociraptores com garras de lagosta e triceratops capazes de cavar tão rápido quanto tatus. Alguns dinossauros de Galrasia têm habilidades camaleônicas, sendo capazes de mudar de cor mais rápido que a vista; outros possuem ferrões venenosos ou podem exalar gases tóxicos[2].

Uma das muitas lendas sobre a origem de Galrasia fala de um grande druida chamado Galron - o mais poderoso que este mundo já viu. Há muitos séculos, quando chegou sua época de se reunir aos deuses, Galron escolheu uma ilha para morrer; tamanha era a energia vital emanada pelo druida, que a ilha tornou-se uma tempestade de vida em todas as formas. Antes de morrer, contudo, o druida dedicou seus últimos anos de vida construindo um exército de guardiões para aquele paraíso: os golens-árvore, como árvores-matilha, galhadas e espadas-da-floresta[2].

Não existem humanos nativos em Galrasia, mas a ilha é habitada por numerosas tribos de homens-lagarto. Na verdade, parece ser o berço de todas as raças sauróides conhecidas - homens-lagarto, reptantes, trogloditas e outros. A forma de vida mais avançada de Galrasia são os antropossauros, ou povo-dinossauro[2], que surgiu na ilha há cerca de 145 mil anos[5]. Desse povo, a raça mais destacada é a das dragoas-caçadoras, cuja maior tribo é a Tribo de Kalura. Além disso, Galrasia é também um dos principais lugares escolhidos pelos servos de Allihanna para cumprir seu teste de treinamento[6].

A habitante mais ilustre de Galrasia é a druida Lisandra, que nasceu no coração da maior floresta de Galrasia. Amamentada e criada por animais, não tem qualquer lembrança de sua verdadeira origem. Recebeu da natureza todo o carinho, ensinamento e segurança de que uma criança precisa, e foi ensinada pelo troglodita Tork os costumes humanos, sendo tratada por este como uma filha. Hoje, crescida, ela dedica sua vida a retribuir esse carinho e segurança - protegendo sua floresta-mãe contra monstros e invasores. A única pista de Lisandra sobre seus verdadeiros pais é o bracelete de ouro que carrega, seu único bem material[2]. Lisandra encontrou o cadáver do Paladino de Arton sem os Rubis da Virtude, e o levou para repousar em Galrasia[6], fato que lhe trouxe inúmeros problemas, inclusive um ataque do sumo-sacerdote de Sszzaas, Nekapeth, à ilha[7]. Ela então decidiu deixar a ilha para coletar os Rubis para o Paladino, com a ajuda de Tork[8].

Habitantes IlustresEditar

Pontos de InteresseEditar

Guildas e OrganizaçõesEditar

CuriosidadesEditar

  • Galrasia é um dos elementos que já existiam na revista Dragão Brasil antes do próprio cenário de Tormenta, sendo incorporado a ele desde o princípio[9].

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória