FANDOM


Hobgoblin
Hobgoblin
Hobgoblins

Divindade Patrona

Ragnar, Hurlaagh[1]

Tempo de Vida

desconhecido

Idiomas

Goblin (dialeto próprio)[2]

Altura

1,90m[3]

Peso

desconhecido

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Hobgoblin

Categoria

desconhecida

Habitat

Subterrâneos, Lamnor e outros lugares[4]

Tendência

desconhecida

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Manual de Classes de Prestígio

Os hobgoblins são uma raça guerreira de seres grotescos com pele cinzenta, dentes amarelos e hábitos militares[5] que, assim como os outros goblinóides, foram criados por Ragnar[6]. São aparentados aos goblins, mas maiores (do tamanho de um ser humano), mais fortes e mais cruéis, incapazes de viver entre os humanos como fazem os goblins. Costumam viver em grandes tribos nos subterrâneos[4].

HistóricoEditar

Na superfície de Lamnor, os hobgoblins encaravam escaramuças entre suas tribos e contra outras raças de humanóides monstruosos do continente. Quando os elfos vieram de além-mar e decidiram iniciar a construção de Lenórienn, escolheram justamente o território dos hobgoblins para ser sua nação. Descontentes com aquelas inconvenientes criaturas presentes em sua nova morada, os elfos iniciaram então uma caçada implacável aos hobgoblins para "limpar" a área escolhida. Incapazes de enfrentar as flechas e a mágica dos elfos, os goblinóides foram então forçados para o sul[4].

A derrota surtiu efeito curioso sobre eles. Talvez por uma questão de instinto de sobrevivência, a raça começou a desenvolver novas armas, ferramentas e engenhocas mecânicas, dominando técnicas antes conhecidas apenas pelos humanos. No espaço de apenas algumas décadas, os hobgoblins se tornaram o povo goblinóide mais desenvolvido de Lamnor em armamentos e máquinas de guerra[4].

Mais tarde, eles retomaram sua ofensiva contra os elfos, e desta vez as coisas seriam diferentes; enquanto a confiança excessiva dos elfos deixou-os despreparados para a guerra, o esforço dos hobgoblins em desenvolver nova tecnologia foi recompensado. O ataque repentino das imensas e assustadoras máquinas de guerra por pouco não derrubou Lenórienn. Desta vez sem condições de expulsar os hobgoblins, os elfos podiam apenas se defender. A guerra atravessou séculos sem pender para um lado vencedor. Até a chegada dos bugbears e seu comandante Thwor Ironfist[4].

Thwor queria as máquinas de guerra dos hobgoblins para continuar suas conquistas em Lamnor. Através de um intrincado plano, o general bugbear realizou um feito inimaginável; invadiu a cidade dos elfos e raptou Tanya, a princesa local. Ofereceu a princesa élfica ao líder hobgoblin em troca de seu apoio e pelo uso de suas máquinas de guerra nas conquistas seguintes. Estava assim formada a Aliança Negra[4].

As primeiras vítimas foram os elfos. Sob o jugo de hobgoblins e bugbears, as torres da outrotra gloriosa cidade élfica queimaram, iluminando a escura noite de Lamnor. Os elfos que se recusaram a fugir (ou não conseguiram) foram cruelmente assassinados. A cabeça de Khinlanas, o regente elfo, foi suspensa no centro da antiga cidade, como um estandarte da vitória hobgoblin. Hoje a área correspondente a Lenórienn foi rebatizada com o nome Rarnaakk e pertence aos hobgoblins, como parte do acordo com Thwor[4].

Hoje, praticamente todas as tribos hobgoblins de Lamnor seguem Thwor Ironfist, e muitos hobgoblins ingressam as fileiras da Aliança[7]. Assim como outros goblinóides, são vistos com temor e desconfiança no interior do Reinado[4].

Comportamento e CulturaEditar

Os hobgoblins (principalmente na Aliança Negra) costumam seguir uma rígida disciplina militar, sendo que seus acampamentos costumam ter tendas idênticas, limpas e arrumadas em fileiras e colunas iguais, com soldados obedientes e disciplinados. De todos os goblinóides, são a raça que melhor sabe lidar com arcos e bestas. Rumores dizem que o general Thwor Ironfist confia mais neles que em qualquer outra raça da Aliança Negra[3].

Embora disciplinados e normalmente quietos, os hobgoblins da Aliança Negra também costumam se reunir em grandes grupos para se divertir à noite (a não ser que estejam na guarda ou em patrulha). Sua diversão favorita são jogos e competições como queda-de-braço, arremesso e levantamento de pesos, testes de força e coisas do gênero. Eles também lutam por diversão, mas apenas lutas sem armas, que não resultem em ferimentos permanentes. Uma de suas "modalidades" favoritas é lutar sobre um tronco de madeira sobre um fosso escavado, cheio de lama; o primeiro que cair, perde[3].

ReligiãoEditar

Apesar da divindade criadora dos hobgoblins ter sido Ragnar, ele sempre foi um deus muito mais identificado com os bugbears, e a divindade principal dos hobgoblins durante muito tempo foi o deus menor Hurlaagh. Entretanto, graças à unificação forçada pela Aliança Negra, cada vez mais hobgoblins (em especial os mais jovens) abraçam o culto a Ragnar, incentivados por Thwor Ironfist e pelo sumo-sacerdote Gaardalok. Os líderes hobgoblins mais velhos desaprovam isso, mas são reprimidos pelo general bugbear[1].

Hobgoblins NotáveisEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória