FANDOM


Marah
Marah 2.png
Marah

Outros Nomes

Dama Branca; Lyon-na (entre os elfos)[1]

Status

Viva [2]

Ocupação

Divindade Maior [2]

Portfólios

Paz, Harmonia, Amor, Alegria, Festividade, Bardos[1]

Sumo-Sacerdote

Celine Glanford[1]

Primeira Aparição

Panteão - 1ª Edição

Última Aparição

Linha do Tempo de Arton (site)

Classe e Nível

desconhecidos

Tendência

desconhecida

Marah é a Deusa da Paz, da Harmonia, do Amor, da Alegria, das Festividades e dos Bardos, uma das vinte divindades maiores do Panteão a estarem presentes na criação do mundo[2]. Enquanto os outros membros do Panteão parecem se alegrar diante de guerras e massacres - seja em prol da justiça como ordena Khalmyr, seja por causas malignas como faz Keenn -, Marah busca a harmonia. Embora não seja uma criadora como Allihanna, Valkaria, Glórienn e outras, elas se enche de compaixão por todas as criaturas que habitam Arton e só deseja sua felicidade[1].

Como deusa da paz e harmonia, Marah é venerada por aqueles que não desejam lutar; e também é a deusa do amor, em todos os seus aspectos - o amor verdadeiro, afeição, romance, paixão carnal… todas as formas de amar. Nestes tempos de conflito, contudo, cada vez menos pessoas acreditam que os problemas de Arton serão resolvidos pacificamente, e o culto a Marah é menor que outrora. Mesmo assim, a devoção a esta deusa é fortemente abraçada por humanos, elfos, halflings e algumas outras raças[1][3].

Com o levante dos goblinóides e a chegada da Tormenta, nunca antes Arton esteve tão ameaçada pela sombra negra da guerra. Milhões podem morrer em breve, e isso enche Marah de tristeza. A deusa da paz está orientando seus sacerdotes para espalhar sua palavra, para deter a violência antes que seja tarde[1]. Foi uma antiga sumo-sacerdotisa sua, Gillian Cloudheart, que conseguiu instituir a paz entre Khalifor e o Reinado[4]. O símbolo sagrado de Marah é uma pena sobre um coração[1].

Relações com o PanteãoEditar

Marah é vista pelos outros deuses como fraca e tola, capaz de tolerar qualquer sofrimento ou aceitar qualquer pacto apenas por um pouco de paz. De fato, ela não se importa em sofrer dor ou humilhação se isso trouxer calma e felicidade ao mundo. Obviamente, Marah não tem boas relações com os deuses da guerra Khalmyr e Keenn. Seus maiores aliados são Lena, Wynna e o Grande Oceano (apesar dela achá-lo um velho preguiçoso) e, por ser considerada fraca, é amparada pela Divina Serpente[1].

Ver TambémEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória