FANDOM


Este artigo é sobre a princesa do reino de Deheon. Para outros significados de "Princesa Rhana", veja Princesa Rhana (desambiguação).
Rhana Pruss
Princesa Mascarada.jpg
Princesa Rhana

Status

Viva [1]

Ocupação

Aventureira, princesa de Deheon [1]

Origem

Deheon [1]

Gênero

Feminino[1]

Espécie

Humana[1]

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Última Aparição

Exército de Yuden (artigo)

Classe e Nível

Guerreira 2[2]

Tendência

Caótica e Boa[2]

Rhana Pruss é a filha do antigo imperador-rei Thormy e da rainha Rhavana, nascida em 1382, que tinha uma vida luxuosa e confortável no Palácio Imperial de Valkaria. Mimada e paparicada pelos pais, sempre teve todos os seus desejos atendidos sem demora. Ainda que com certa relutância, recebia da mãe (uma antiga rainha amazona) treinamento em combate e montaria. Atingiu os dezesseis anos para tornar-se uma jovem lindíssima e cobiçada, atraindo sobre si olhares masculinos de todo o Reinado - o que levou até mesmo o lendário criminoso Andrus, o Aranha a invadir seu quarto[2].

Tudo ia bem até que Rhana recebeu notícias dos feitos de um herói que vinha agindo em regiões distantes. Alguém cujo nome verdadeiro ela ignorava, conhecido apenas como "Paladino". Cativada pelas histórias contadas pelo bardo da corte, Luigi Sortudo, a jovem terminou se apaixonando por alguém que jamais conheceu. Ela suspirava em sua torre no palácio, quando recebeu a notícia fatídica: havia sido prometida em casamento pelo pai ao príncipe Mitkov, regente do reino vizinho de Yuden. Habituada a ter o que queria, ela revoltou-se contra tal decisão e simplesmente fugiu do castelo com um grupo de aventureiros[2].

Rhana virou sinônimo das palavras mais baixas que podem descrever uma mulher no reino de Yuden, e vive fugindo de seu pai e de Mitkov, que jurou não descansar antes de colocar as mãos naquela "meretriz real" e vingar-se da humilhação pública. Além de seu cavalo Lyra, com o qual se comunica mentalmente (um talento de amazona herdado da mãe), ela viaja com alguns outros companheiros. Muito impulsiva, Rhana imagina a si mesma como uma "grande guerreira", o que costuma metê-la em problemas com certa regularidade. Seus únicos equipamentos são uma espada mágica e um anel de proteção[2].

Rhana acabou fugindo para a cidade de Triunphus, onde foi morta pelo Moóck e ficou presa pela bênção/maldição que aflige a cidade. Ela tentou desesperadamente escapar antes de ser encontrada por seu pai ou pelo vingativo príncipe Mitkov. Conseguiu boas pistas sobre o segredo subterrâneo que poderia libertá-la, e[2], com a ajuda de um grupo de aventureiros, conseguiu fugir após um ano de aprisionamento[3].

Todos na família real estão aflitos com a segurança de Rhana - mas, com tantos perigos espreitando o Reinado, Thormy não ousou desperdiçar recursos ou agentes para procurar a filha fugitiva. Sua única esperança é confiar na perícia de seu bardo e amigo pessoal, Luigi Sortudo, que agora viaja disfarçado por Arton à procura de Rhana[2]. A família real também confidenciou o segredo da fuga para Celine Glanford, sumo-sacerdotisa de Marah, que agora pensa em como poderia usar isso para acabar com os jogos violentos da Arena Imperial[4].

CuriosidadesEditar

  • A Princesa Rhana é uma das personagens que já existia na revista Dragão Brasil antes do próprio cenário de Tormenta, sendo incorporada a ele desde o princípio[5].

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória