FANDOM


Thyatis
Thyatis 2.png
Thyatis

Status

Vivo [1]

Ocupação

Divindade Maior [1]

Portfólios

Ressurreição, Profecia [2]

Sumo-Sacerdote

Magoor Omenthu[3]

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Novos Horizontes

Classe e Nível

desconhecidos

Tendência

desconhecida

Thyatis é o Deus da Ressurreição e da Profecia, uma das vinte divindades maiores do Panteão a estarem presentes na criação do mundo[1], extremamemente tolerante e benevolente. Thyatis tornou-se conhecido em toda Arton após seu maior feito - a mágica de Triunphus, a cidade da vida eterna. Foi ele quem concedeu à cidade sua famosa bênção/maldição, que transformou seus habitantes em "imortais"; naquele lugar, sempre que uma pessoa morre por causas não-naturais, ela retorna magicamente à vida, mas fica para sempre presa em suas fronteiras[2].

E sua influência se estende mesmo para os arredores da cidade: graças a sua influência e à de Hyninn, os habitantes de Hongari são capazes de falar com os mortos através de suas preces[4]. Mesmo além das fronteiras de Triunphus, Thyatis conta com um contingente razoável de fiéis espalhados pelo continente, embora seus templos não sejam tão comuns quanto os templos de outros deuses[2].

Thyatis é também frequentemente vinculado aos dons da profecia e da premonição. Dizem que existem clérigos de Thyatis atuando como oráculos, capazes de prever o futuro e prevenir aventureiros sobre aquilo que está para acontecer. Mas estes sacerdotes são raros e difíceis de encontrar - muitos até acreditam que sejam lendas. Sem dúvida, o mais famoso e acessível (mas nem tanto) destes adivinhos é o sempre misterioso Oráculo de Triunphus; alguns especulam que esta figura seja o sumo-sacerdote de Thyatis, enquanto outros afirmam que seja na verdade seu avatar. Quando interrogado a respeito da existência de outros oráculos, o clérigo apenas permanece em silêncio, aumentando ainda mais o mistério[2].

Thyatis acredita que a ressurreição é uma nova chance. Para ele, quando uma vida termina de modo brusco e injusto, deve ser retomada. Uma pessoa assassinada, por exemplo, teve seu "tempo de aprendizado" no plano material roubado de si. Voltar é como ter a oportunidade de refazer a mesma lição, desta vez conhecendo os erros que se deve evitar[2].

Mas apesar de justo, bondoso e generoso, Thyatis cobra um preço por sua dádiva. A ressurreição é uma chance de melhorar, de evoluir - uma chance que não deve ser desperdiçada com uma vida estagnada, pouco produtiva. Em Triunphus, aqueles que retornam da morte tornam-se prisioneiros da cidade e não podem escapar até vencer uma série de desafios propostos pelo próprio deus - incluindo uma incursão através de cavernas sob a cidade, infestadas de monstros[2].

Na história de Arton conta-se inúmeras lendas sobre aventureiros envolvidos em grandes missões para salvar dívidas com Thyatis. Neste aspecto, o deus da ressurreição é muito parecido com Valkaria, a deusa da ambição: ambos desejam que seus devotos sejam corajosos, aventureiros, sem medo de desafios. Por incrível que possa parecer, não existem pinturas ou esculturas de Thyatis - ninguém conhece sua verdadeira aparência. O símbolo sagrado exibido pelos clérigos da ordem é uma ave fênix[2].

Relações com o PanteãoEditar

Sendo considerado o deus da ressurreição, muitas vezes Thyatis é apontado também como um deus da vida, em oposição direta a Ragnar/Leen - mas este aspecto não é facilmente aceito pelos estudiosos de Arton; eles afirmam que a divindade mais próxima deste papel seria Lena, a deusa da cura e da fertilidade. Thyatis tem boas relações com Valkaria, Lena, Wynna e Tanna-Toh. Ele é adversário de Nimb e Tenebra[2].

Ver TambémEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória