FANDOM


Este artigo é sobre a cidade de Valkaria. Para outros significados de "Valkaria", veja Valkaria (desambiguação).
Valkaria
Valkaria.jpg
A cidade de Valkaria

Categoria

Cidade

Localização

Deheon [1]

Regente

Shivara Sharpblade

Primeira Aparição

Dragão Brasil 49

Última Aparição

Professores Seniores (web-enhancement)

Valkaria é a cidade-capital do reino de Deheon, onde reside a Rainha-Imperatriz, regente de Deheon e soberana de todo o Reinado[2]. Foi a primeira cidade fundada pelos exilados da Grande Batalha de Lamnor no continente norte, sendo construída aos pés da estátua de Valkaria, em homenagem a quem foi batizada, e assinalando o marco zero da civilização humana em Ramnor. O dia em que os exilados encontraram a estátua e começaram a construção da cidade, no ano de 1020, ficou conhecido como o Dia do Reencontro[3]. Viria então a se tornar a cidade mais importante do mundo[4] e durante muito tempo um dos únicos locais de culto à deusa da ambição[5].

É a maior e mais importante cidade de Arton. Pelos padrões de um mundo medieval, Valkaria é enorme. Sua população atinge a estupenda marca de dois milhões de habitantes em períodos de colheita ou durante feriados. Todo tipo de gente pode ser encontrada em Valkaria, desde um simples camponês até um sofisticado mago elfo ou um homem-lagarto mercenário[6].

A cidade se destaca de qualquer outra. Além de sua história beirando o lendário, mesmo hoje em dia Valkaria é um lugar inesquecível. Qualquer aventureiro verdadeiramente digno desse título tem a obrigação de passar pela capital Deheon pelo menos uma vez na vida. Na verdade, algumas de suas "atrações turísticas" são tão insólitas que muitos nem acreditam em sua existência - tais como o gnomo Lorde Niebling, a maga Raven Blackmoon e outros[6]. Logo ao sul de Valkaria fica a comunidade halfling conhecida como a Pequena Colina[7].

Anatomia da MetrópoleEditar

Governo do ReinadoEditar

Como capital do reino central de Deheon e centro nervoso do Reinado, Valkaria abriga o Palácio Imperial - uma fortaleza impressionante, bem diante da estátua de Valkaria. Impenetrável contra invasões e inacessível por céu e por terra, é a morada da família real e de seus servos[6]. Curiosamente, graças à influência da deusa da ambição, o regente de Valkaria é um dos poucos que dispensa a presença de clérigos de Khalmyr durante sua coroação[5].

Além da costumeira guarda da cidade, o imperador-rei conserva em Valkaria um tipo de "unidade de elite" formada por alguns dos maiores heróis do Reinado. Eles são conhecidos como o Protetorado do Reino - os aventureiros oficiais do rei, agentes de extrema confiança enviados em missões que exigem pequenos grupos com grandes habilidades. Tradicionalmente, em vez de procurar e contratar aventureiros para trabalhos diversos, o rei delega essas missões ao Protetorado[6].

Bairros de ValkariaEditar

Valkaria tem várias comunidades exóticas dentro de seus limites. Povos de raças, nações e crenças semelhantes escolhem viver em certas áreas da cidade, criando "bairros" específicos. Existem o Bairro dos Anões, a Vila Élfica, a Favela dos Goblins (sendo eles importante fonte de mão-de-obra barata na cidade[8]) e bairros para bárbaros, halflings, minotauros, fanáticos religiosos e todo tipo de raça ou cultura. Mas nenhuma delas é tão exótica ou plena de mistérios quanto a Pequena Tamu-ra, ou apenas Nitamu-ra, uma grande comunidade de sobreviventes da tragédia da Tormenta no Império de Jade, transportados até ali pela magia do imperador dragão Tekametsu[6].

A Estátua de ValkariaEditar

A dezenas de quilômetros de suas fronteiras já é possível ver no horizonte a característica mais marcante de Valkaria. Ela se revela na forma de uma gigantesca estátua, tão imensa que atinge meio quilômetro de altura. A estátua de uma linda mulher, de joelhos, braços erguidos, suas mãos desesperadamente buscando algo ou alguém - a estátua de Valkaria. A estátua já lançava seus braços ao céu quando as primeiras expedições humanas vieram de Lamnor; maravilhados e comovidos com a presença da "deusa de pedra", os colonos viram o colosso como um sinal dos deuses e escolheram construir seu primeiro vilarejo a seus pés[6].

Aceitou-se que a estátua representava Valkaria, a bela deusa da ambição, da conquista e da evolução e, assim, em sua honra, a cidade também recebeu esse nome sagrado. Depois de anos, a cidade cresceu à volta da estátua. Uma pequena vila inicial, que apenas servia como lugar de descanso para exploradores e viajantes, tornou-se lar da maior concentração de seres humanos de todo o continente. O mendigo louco Tillian, figura muito conhecida nas ruas da cidade, afirmava que a estátua se trata da própria deusa, transformada em pedra por se rebelar contra os deuses - e é muito fácil conhecer essa história nas tavernas da cidade[6].

Atrações e Pontos de InteresseEditar

Próximo ao centro de Valkaria está o maior anfiteatro dedicado a espetáculos e exibições em todo o continente. É a Arena Imperial, capaz de acomodar até dois mil espectadores. Ali são realizados espetáculos semanais que incluem competições de atletismo, corridas de bigas, apresentações de bardos, torneios de magia e, principalmente, combates de gladiadores[6].

Em Valkaria se localiza também a entrada mais conhecida para a Grande Academia Arcana. Externamente, a entrada é um pouco decepcionante. Fica em uma casa pequena e discreta, misturada entre tantas outras em um bairro residencial, onde uma placa de metal envelhecido presa acima da porta diz simplesmente "Escola de Magia". Entrando pela porta, o visitante encontra apenas uma escrivaninha, uma cadeira e outra porta na parede oposta. Essa porta está trancada magicamente e não pode ser aberta ou arrombada por qualquer meio normal[6].

A porta só pode ser aberta através de uma palavra mágica secreta, conhecida apenas pelos frequentadores da Academia. Quando a palavra é dita em voz alta, a porta abre e revela uma passagem mágica dimensional, que leva para uma vasta planície. E ali está, sobre uma colina, a verdadeira Grande Academia Arcana - um grande complexo universitário com várias torres e prédios. Rumores dizem que o casebre não é a única entrada da Academia, existindo outros portais escondidos em várias partes de Valkaria[6].

Valkaria está na rota comercial de Vectora, o Mercado nas Nuvens. De modo especial entre a maioria das localidades artonianas que recebem a cidade voadora, a capital do Reinado possui um ancoradouro especialmente preparado para transportar seus cidadãos à Vectora de forma segura e barata, cortesia de Lorde Niebling. Foi em Valkaria que a medusa Zentura trabalhou antes de se mudar para o Mercados nas Nuvens[6].

Na parte velha da cidade, fica o laboratório de Raven Blackmoon. Nas tavernas de Valkaria, quando um grupo de heróis planeja uma expedição, Raven pode a qualquer momento sentar-se à sua mesa e dizer "Partimos ao amanhecer. Estejam prontos." Uma vez incluída ao grupo, a maga irá ajudar os heróis em sua missão - mas sem revelar se faz isso por simples altruísmo ou visando interesses próprios[6].

Um personagem folclórico de suas ruas é o mendigo louco Tillian. Ele vive no centro da cidade, vestindo farrapos, vagando pelas ruas sem destino. Em boa parte das vezes, porém, ele pode ser encontrado próximo à gigantesca estátua localizada no centro da cidade. As más línguas dizem que Tillian já foi preso pelo menos uma dúzia de vezes por atentar contra a ordem pública - mas reapareceu nas ruas de Valkaria no dia seguinte, de maneira misteriosa e inexplicável…[6] O culto a Tenebra é proibido em Valkaria[8].

Bairros ConhecidosEditar

Pontos de InteresseEditar

Guildas e OrganizaçõesEditar

CuriosidadesEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória