FANDOM


Vladislav Tpish
Vladislav Tpish
Vladislav Tpish

Status

Vivo [1]

Ocupação

Necromante [1]

Origem

desconhecida

Gênero

Masculino [1]

Espécie

Humano [1]

Primeira Aparição

Dragão Brasil 50 (pré-Tormenta); Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Lista de Magias

Classe e Nível

Necromante 10[2]

Tendência

Leal e Neutro[2]

Vladislav Tpish é um filho único, nascido no ano de 1360[3], que decidiu seguir a profissão de necromante - um mago estudioso dos mortos-vivos. Herdou uma opulenta fortuna, juntamente com uma rede de comércio muito lucrativa, administrada por uma pessoa de confiança. Vladislav usa esse dinheiro para financiar suas pesquisas. Ele é o pai de Petra Tpish[4] e gosta de se aventurar com amigos como Katabrok, Abdullah, Talehthiea e o Tasloi para aumentar seus conhecimentos[2].

HistóricoEditar

Mago AventureiroEditar

Vladislav viajou pelo mundo como um aventureiro, agindo ao lado de outros heróis como Katabrok, Tasloi, Talehthiea e Abdullah. Uma de suas missões o levou a explorar um templo em ruínas com seu grupo, local que se revelou como um dos antigos templos secretos de Sszzaas, onde estavam escondidos os lendários Rubis da Virtude. Vladislav não conhecia a história das gemas, mas percebia nelas algum tipo de poder oculto, decidindo levá-las consigo[5].

Em seu caminho de volta, o grupo passou pelas fronteiras do reino de Jallar - e encontrou os restos do antigo paladino de Toris. Descobrindo magicamente a trágica história do herói, Vladislav percebeu que ele não poderia ser devolvido à vida por meios normais - afinal, não se pode ressuscitar alguém que tenha sido morto pelos próprios deuses. Vlad levou os ossos carbonizados para seu laboratório, onde reconstruiu sua forma, costurou carne a seu esqueleto e implantou todos os vinte Rubis da Virtude no corpo da criatura. Vladislav não tinha certeza sobre qual seria o resultado, apenas seguia uma estranha intuição. Quando o último rubi foi colocado, nasceu o Paladino de Arton[5].

Em algum momento durante sua vida de aventuras, Vladislav fez amizade com o taverneiro George Ruud. Mais tarde, ele enviaria sua filha Petra para morar com ele[4].

Pesquisador do ReinadoEditar

Vladislav mais tarde formou-se na Grande Academia Arcana de Valkaria. Ele chegou a ser convidado para integrar o corpo docente, mas educadamente recusou a oferta[2], passando a cumprir diversos trabalhos pelo continente. Em uma dada ocasião, ele recebeu informes sobre estranhos tremores de terra nas cidades ao sul de Khalifor e decidiu investigar. Como toda pessoa culta de Arton até então, Vladislav não dava importância alguma às histórias sobre a Aliança Negra. Contudo, chegando a Khalifor e fazendo contato com o regente Ghallen Forandi, ele começou a suspeitar que pode haver alguma verdade atrás das lendas[6].

Meios mágicos para investigar o território inimigo não surtiam efeito. Ghallen afirmava que o responsável era o clérigo bugbear Gaardalok, sumo-sacerdote do deus Ragnar e braço direito de Thwor Ironfist. Cada vez mais intrigado, Vladislav sugeriu um plano ousado para desvendar a estratégia dos goblinóides, descobrir a causa dos tremores de terra e quem sabe conseguir provas palpáveis da existência da Aliança Negra. Para isso, ele precisava de um pequeno grupo de aventureiros. Ele e Ghallen decidiram enviar Katabrok e Tasloi como emissários à procura de voluntários. Katabrok havia acompanhado o necromante em sua viagem até Khalifor, como escolta, e então seria enviado de volta ao Reinado para procurar aventureiros[6].

Katabrok retornou com um grupo de aventureiros, para o qual Ghallen e Vladislav explicaram seu plano. O grupo seria temporariamente transformado em goblinóide para que pudesse se infiltrar nas fileiras da Aliança Negra e descobrir as informações necessárias. Vladislav foi o autor da transformação, e o grupo partiu em seguida, com urgência[6]. Quando o grupo retornou e contou a Ghallen e Vlad sobre a construção da hedionda Carruagem de Ragnar, o necromante partiu apressado ao lado de Katabrok para alertar o Rei Thormy da ameaça, mas não obteve sucesso em conseguir ajuda do Reinado para combater a Aliança Negra[7].

Mais tarde, foi Vladislav também quem consertou a armadura do troglodita Tork e aperfeiçoou sua arma, incutindo habilidades extras a ela - como o poder de retornar para o usuário após ser arremessada e a capacidade de se transformar em uma glaive[1]. Ele é ainda o suposto criador das magias Crânio Voador de Vladislav[8] e Metamorfose de Vladislav[6], e também o suposto criador do Tharraske, o esqueleto mais forte do mundo (atração do Circo dos Irmãos Thiannate)[2].

Aparência e PersonalidadeEditar

Vladislav adota típico visual de mago: manto escuro comprido e cajado decorado com entalhes. Está sempre limpo e bem apresentável, com cabelos bem cortados; tem mania de limpeza e detesta sujeira. Vladislav está sempre interessado em aprender mais sobre mortos-vivos e outras criaturas incomuns. Ele fala de modo erudito e complicado, usando palavras difíceis que quase sempre confundem o pobre cérebro de seu ocasional companheiro Katabrok[2].

CitaçõesEditar

"Sua armadura estava em pedaços! Seu machado era primitivo! Creio que vai achar satisfatório seu novo equipamento!" - Vladislav Tpish, para Tork[1]

CuriosidadesEditar

  • Vladislav é um dos personagens que já existia nas páginas da Dragão Brasil antes do lançamento de Tormenta, sendo incluído no cenário desde o seu princípio. Anteriormente, ele chegou a ser citado mais de uma vez na seção Pergaminhos dos Leitores[9];
  • Na primeira edição de O Panteão, Vladislav encontrava os Rubis da Virtude com o grupo do Katabrok, mais tarde encontrando o cadáver do Paladino de Jallar e decidindo ressuscitá-lo com os rubis. Isso mais tarde foi mudado na série Holy Avenger[5].

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.