FANDOM


Wynna
Wynna2.jpg
Wynna

Outros Nomes

Dallia (entre os elfos) [1]

Status

Viva [2]

Ocupação

Divindade Maior [2]

Portfólios

Magia[2], Fadas[3]

Sumo-Sacerdote

Gwen Haggenfar [4]

Primeira Aparição

Tormenta - 1ª Edição

Última Aparição

Wikia de Ledd

Classe e Nível

desconhecidos

Tendência

desconhecida

Wynna é a caprichosa Deusa da Magia e dos Magos, cujo desejo é que todos aqueles que quiserem possam ter acesso às artes místicas[5]. Uma das vinte divindades maiores do mundo de Arton, foi também uma das únicas criaturas presentes durante a criação do mesmo[2]. É a deusa-mãe dos sprites e do povo-fada de Arton[3].

Apesar de Wynna ser considerada a patrona da magia, há quem discorde dessa visão. Uma corrente de pensamento defendida pelo arquimago Vectorius diz que a deusa é uma fraude, e a magia arcana é na verdade um recurso natural que deve ser explorado com rigor e disciplina. Porém, outro arquimago, Talude, diz que a magia arcana é sim uma generosa dádiva de Wynna para todos que a aceitarem. Ambas as versões têm argumentos sólidos e não se sabe qual exatamente é a correta[6].

Seu desejo é o ensino e divulgação da magia. Quanto mais as pessoas conhecem e utilizam magia, melhor será o mundo. As forças mágicas são uma dádiva que ela oferece ao povo de Arton para que usem como quiserem - seja para o bem ou para o mal, pois ela acredita principalmente na liberdade de escolha. Por isso ela permite que tanto magos benignos quanto malignos usem a magia[1].

Wynna chegou a oferecer ao mago Talude a chance de se tornar um avatar seu. No entanto, Talude recusou, pois desejava que os humanos vissem que alguém como eles próprios podia dominar aquela arte maravilhosa. Wynna se encantou com tal atitude, e presenteou Talude com a imortalidade e com um semiplano, onde poderia construir a maior escola de magia de todo o multiverso - a Academia Arcana[7].

Esse desejo leva a deusa também a algumas ações duvidosas - como escolher, há centenas de anos, por razões difíceis de deduzir, o mago atrapalhado de nome Aleph para receber sua bênção, na forma de um amuleto mágico que o torna para sempre imortal[8]; ou eleger a egoísta Gwen Haggenfar como sua sumo-sacerdotisa[1].

Wynna é sempre misteriosa. Possui uma voz doce e melodiosa, e todas as suas representações mostram uma figura encapuzada, totalmente oculta por um manto cinza, símbolo da neutralidade. A deusa possui um corpo exuberante, pelo qual Talude não consegue esconder sua "admiração" em suas frequentes visitas a seu reino para tomar chá. O reino de Wynna é Magika[7]. Todos os seus devotos (em sua grande maioria magos) usam no dedo indicador um anel dourado com um pequeno rubi encravado no centro, como símbolo de sua crença[1].

Relações com o PanteãoEditar

A deusa da magia é aliada de Tanna-Toh, a deusa da arte e do conhecimento, de Marah e da deusa élfica Glórienn. Ela também tem boas relações com Thyatis, e acha o Grande Oceano um velho preguiçoso. Seus maiores oponentes são os deuses de povos que desprezam a magia, preferindo selvageria e barbárie: Ragnar, Tenebra, Keenn, Megalokk e outros[1].

Ver TambémEditar

ApariçõesEditar

Notas e ReferênciasEditar

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória